PORTO NACIONAL

“Aja com reponsabilidade como nós, prefeitos”, diz Joaquim Maia em vídeo referindo-se ao governador

Crítica acontece após Carlesse repetir em Porto o que fez com Gurupi na semana passada. Ele quer dividir com os prefeitos a responsabilidade pela falta de leitos de UTI

26/08/2020 21h22
Por: Redação
130

O prefeito de Porto Nacional, Joaquim Maia (MDB), utilizou as redes sociais nesta quarta-feira (26) para somar-se aos prefeitos que estão indignados com as falas do governador Mauro Carlesse (DEM) quando o assunto é superlotação dos hospitais do Estado e falta de Leitos clínicos e de UTI. Carlesse adotou desde a semana passada a estratégia de dividir este desgaste com os gestores das maiores cidades.

“Não coloque assim, governador, querer atribuir aos prefeitos o que é da responsabilidade do senhor”, disse Maia em um dos trechos do vídeo. O prefeito portuense, assim como já havia feito o prefeito de Gurupi, Laurez Moreira (PSDB) na semana passada, defendeu o cumprimento do pacto que organiza a prestação do serviço de saúde pública em todo o País. “A média e alta complexidade é de responsabilidade do governo do Estado”, enfatizou Maia.

Para o prefeito de Porto, Carlesse só apareceu agora em seu município dizendo que vai providenciar os leitos porque está sendo obrigado pela Justiça. É obrigação de fazer, segundo ele. Maia cita o fato de que somente após ação do Ministério Público, da Defensoria Pública e da própria prefeitura é que ele começou a tomar providências.

Maia lembrou que em outros estados os governadores tomaram as providências no tempo certo. No Tocantins, segundo ele, o Estado ficou parado durante esses cinco meses de pandemia. “Inerte, olhando as coisas acontecer, com descaso, falta de equipamentos, EPI’s”, citou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.