esporte

Messi considera passar até um ano sem jogar se o Barcelona não deixá-lo sair

O craque quer fazer uso de uma cláusula que lhe assegurava o direito de deixar o clube sem pagar nada sem assim quisesse ao final da temporada 2019/20

27/08/2020 15h43Atualizado há 1 mês
Por: Redação
80

O Barcelona prossegue em silêncio sobre o caso Lionel Messi, acreditando que é o argentino que deve expor publicamente os motivos para deixar o clube catalão, segundo apurou a reportagem. O único pronunciamento por parte da equipe veio do secretário técnico Ramon Planes durante a apresentação de Francisco Trincão, dizendo que a agremiação conta com o camisa 10 para liderar o projeto esportivo da temporada, sob o comando do holandês Ronald Koeman.

Nesse contexto, Luis Martín, colaborador do canal Cadena Ser e pessoa muito próxima ao técnico Pep Guardiola, confirmou a informação antecipada pela ESPN sobre a ligação que o treinador do Manchester City fez ao craque de 33 anos na semana passada. Foi feito um convite, com um projeto especialmente desenhado para Messi, para ele aceitar trocar de clube. E ele quer.

Para ficar livre do Barcelona, caso não consiga uma liberação pacífica e já nesta janela de transferências, o camisa 10 está disposto até a ficar um ano sem entrar em campo, cumprindo o contrato até o final, em 30 de junho de 2021, e depois partindo.

Na noite da última quarta-feira (26), Messi foi visto pela primeira vez após a confusão criada. Ele foi flagrado em um restaurante da cidade, onde jantou com Luís Suárez, seu amigo e companheiro, que foi dispensado por telefone por Koeman.

A novela Messi/Barcelona promete se arrastar por mais semanas.

O craque quer fazer uso de uma cláusula que lhe assegurava o direito de deixar o clube sem pagar nada sem assim quisesse ao final da temporada 2019/20. No entanto, a data fixada no contrato para que ele fizesse valer esse direito já expirou, era até 10 de junho passado. Ainda assim, o argentino alega que o calendário da última temporada foi afetado pela pandemia do novo coronavírus, com três meses de paralisação mundial e os jogos do clube chegando à agosto. Entende ser esse um “porém” favorável.

Por sua vez, o presidente Josep Maria Bartomeu, que está sendo pressionado como nunca foi, não aceita a ideia de liberar o jogador e vai fazer valer a multa contratual de 700 milhões de euros (cerca de R$ 4,5 bilhões).

A situação é cada dia mais tensa em Barcelona. Não é só a oposição que coloca Bartomeu contra a parede. Na quarta (26), um grupo de torcedores invadiu as dependências do clube e foi até a sala do presidente confrontá-lo. Não houve violência, mas foram minutos de aperto para o cartola. Como deve ser até que a situação seja ressolvida.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Gurupi - TO
Atualizado às 22h56
28°
Poucas nuvens Máxima: 38° - Mínima: 24°
27°

Sensação

12.7 km/h

Vento

22.3%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
extravio livro
edital musicos
Municípios
dog center
SENAC BANNER
BANNER FECOMERCIO 300X250
pref
DOG MASCARA 2
Últimas notícias
FÉCOMERCIO 2
CLINICA
DOG CENTER MASCARA 1
Mais lidas
FECOMERCIO 01
Anúncio