Artigo de Opinião

EFEITOS DA PANDEMIA DO COVID-19

José Maciel de Brito

José Maciel de BritoProf. José Maciel de Brito advogado, Jornalista acadêmico de Literatura da Academia Gurupiense de Letras

14/09/2020 18h03
Por: José Maciel de Brito
42

Podemos classificá-los em duas modalidades adversas: trágica e dizimadores em vários aspectos sociais, sanitários, econômicos e outros.

 

Na modalidade descrita no parágrafo antecedente, desastrosa e irreparável quase sem precedente na história da humanidade, perdendo em parte, para os conflitos sociais, religiosos e políticos (as guerras).

 

Na modalidade positiva, deve ser levada em consideração a teoria popular, que “tamanho não é documento”, e não é mesmo. O minúsculo invisível desafiou as potências e as prepotências detentoras de tecnologias armamentícias letais.

 

Em silêncio e invisivelmente, o CORONA mostrou ao mundo, principalmente às prepotências seu poder destruidor sem utilização de mísseis, submarinos de guerra, nem bombas, canhões letais e outras ferramentas demolidoras de vidas humanas.

 

Não é possível que após esse COVID-19 maldito, as nações mundiais não mudem seus focos científicos e tecnológicos para os aperfeiçoamentos dessas ferramentas, com vistas às suas produções evitando o vexame e dependência de tecnologias até mesmo de seus inimigos políticos e concorrentes econômicos (China e outros).

 

Quem sabe, a partir dessa pandemia, as nações tomem vergonha e procurem ser o menos dependentes de outras, substituindo as produções armamentícias letais por insumos preventivos  e curativos no âmbito da medicina humana e da natureza, no sentido amplo.

 

           

             Gurupi-TO, 14 de abril de 2020.

 

 

Prof. José Maciel de Brito

advogado, jornalista, acadêmico de literatura (AGL), da qual é Secretário

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.