COVID-19

Sobre decisão da Justiça, Pakalolo afirma que o que compete ao município tem sido realizado

O município instalou 13 leitos de estabilização com ventilados mecânicos e mais 12 serão instalados nos próximos dias

16/09/2020 23h13Atualizado há 4 dias
Por: Redação
38

Nesta quarta-feira, 16, a Justiça determinou que o município de Gurupi apresente o plano de ação para organização e ampliação de leitos clínicos e intermediários (com respiradores), especificando quantos leitos clínicos serão ampliados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e quantos na rede privada. As informações a serem prestadas devem incluir, ainda, quantos leitos intermediários com respiradores o Município possui e quantos planeja ter.

O secretário municipal de Saúde, Antônio Carlos Pakalolo, discorda da decisão e pontua ações que foram tomadas para o enfrentamento da pandemia. Relata que foram implantados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 13 leitos de estabilização com ventilação mecânica, deste quantitativo, seis leitos são de UTI. Afirmou que em breve serão instalados mais 12 ventiladores mecânicos.

Conforme o secretário esse quantitativo tem sido suficiente, pois a demanda que requer atendimento de baixa complexidade caiu significativamente.

Pakalolo assegura que o que é de competência do município está sendo realizado pontuando que a testagem tem sido feita, as medicações estão disponíveis para caso os médicos prescreva, dentre outras medidas que foram adotadas desde o inicio da pandemia para conter a proliferação do vírus.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) conta atualmente com 13 leitos de estabilização (intermediários) para o atendimento de casos de Covid-19. Deste total, seis leitos contam com respiradores mecânicos e sete com suporte de oxigênio. A previsão para os próximos 30 dias é aumentar mais 12 leitos com respirador mecânico.

 No boletim epidemiológico desta quarta-feira (16), foi informado segundo o relatório de ocupação Covid-19 da UPA, três pacientes em observação entre 36 e 80 anos.

 A Secretaria reforça que desde o início da Pandemia o Município adotou medidas para o enfrentamento da Covid-19. Tais como suspensão de atividades que causam aglomerações por meio de decretos, determinação do uso obrigatório de máscaras, desinfecção das ruas e avenidas da cidade, implantação de barreiras sanitárias nas entradas do município, testagem no modelo Drive Thru nas barreiras, testagem nas Unidades Básicas de Saúde e testagem a domicílio para grupos de risco, mudanças no prédio da UPA para separar os atendimentos de Covid-19 dos atendimentos de Urgência, criação do Centro de Triagem Municipal Covid-19, instalação dos leitos de estabilização na UPA com ventiladores mecânicos, campanhas educativas, entre outras ações medidas.

O Secretário destaca que medicamentos não faltam 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.