DESIGUALDADE

Gurupi aparece como a segunda melhor classificada do Estado, e é destaque na Região Norte

Municípios das regiões Norte e Nordeste estão entre os que têm os menores índices de investimentos em educação, renda e condições de moradia

07/12/2020 07h02Atualizado há 1 mês
Por: Redação
139

Nesta próxima quarta-feira (09), às 15h, a Fiocruz - Fundação Oswaldo Cruz fará o lançamento online do Índice Brasileiro de Privação (IBP) durante a Feira Digital de Soluções para a Saúde da Fiocruz. O lançamento contará com a presença de autoridades de instituições como Abrasco, Conasems, Fiocruz e Universidade de Glasgow (Escócia), que tiveram pesquisadores que participaram da elaboração do Índice.

O IBP é uma nova ferramenta para medir desigualdades no Brasil, que poderá ser muito útil para gestores públicos, profissionais de saúde e pesquisadores. O grande diferencial do IBP frente aos demais índices existentes é a possibilidade de medir as desigualdades em pequenas áreas dentro dos municípios – no nível dos setores censitários – e em todo o Brasil.

O primeiro trabalho do IBP foi divulgado nesta primeira semana de dezembro, e aponta um ranking de qualidade de vida levando em consideração itens como educação, renda e condições de moradia da população.

O ranking expões as enormes diferenças entre municípios brasileiros situados em regiões Sul e Sudeste, comparando com municípios do Nordeste e do Norte. Para se ter uma ideia, entre os 1000 (mil) municípios melhor ranqueados, apenas quatro estão no Norte-Nordeste.

A região Norte só tem Palmas que integra o grupo dos 1000 melhores municípios nos itens apresentados pelo IBP, aparecendo no 755º posto. Gurupi, depois de Palmas, é a primeira cidade classificada, com o número 1361 dentre os 5.570 (cinco mil quinhentos e setenta) municípios do País.

Para o prefeito Laurez Moreira os investimentos que foram feitos nos últimos anos nas áreas apontadas pelo estudo do IBP certamente irão dar um melhor resultado na próxima publicação.

“Teremos a maior parte do município com saneamento nas casas (no próximo levantamento do IBP); as escolas todas estamos deixando em muito boas condições; cinco CEMEIS construídos; empresas que atraímos para o município nestes oito anos, e que certamente melhoraram a empregabilidade, são exemplos de que nós avançamos muito nestes oito anos”, concluiu Laurez.

Depois deste lançamento, o IBP será uma ferramenta importante para avaliar o cumprimento de metas das políticas públicas dos agentes políticos. O painel vai estar disponível para acesso no website da Fiocruz a partir de 10 de dezembro próximo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.