Artigo

Jornalista publica trabalho sobre a história do primeiro cinema de Gurupi

Aline Marques é formada em Jornalismo pela UnirG

18/02/2021 18h26
Por: Redação
165

A jornalista formada pela Universidade de Gurupi, Aline Marques, teve seu Trabalho de Conclusão de Curso publicado em um livro digital recém-lançado pela UnirG. 

Intitulado ‘Ciência em Conexão no Desenvolvimento Regional’, o livro aborda uma série de artigos desenvolvidos por docentes e discentes da Instituição, explorando diferentes temáticas ligadas ao desenvolvimento da região Sul do Tocantins. 

O artigo da jornalista, produzido sob orientação de professores do curso de Jornalismo, Alessandra Duarte e Paulo Albuquerque, retratou momentos vividos no primeiro cinema gurupiense, que ditou moda nos anos 60, sendo fruto de uma pesquisa de campo realizada em 2019 que teve como entrevistados pioneiros que vivenciaram a época.

Intitulado de ‘Boa Sorte, o cineteatro de influenciou a juventude gurupiense por quase duas décadas’, o artigo traz uma perspectiva de como era o Município, logo após sua emancipação. O cinema, que aportou na região antes mesmo da chegada da televisão, tornou-se o primeiro forte meio de comunicação de massa e ponto de encontro da época, com suas matinês e vesperais. O Cine Boa Sorte possibilitou aos gurupienses conhecerem novas culturas, estilos de vidas e contextos sociais diferentes dos seus cotidianos. 

O cineteatro era o ponto de encontro dos casais apaixonados, de muita alegria e acima de tudo, informação. Os filmes apresentavam realidades distintas de diversos lugares do Brasil e do mundo. 

“Estou muito feliz por ter este trabalho publicado. É com tamanha gratidão aos meus orientadores na época Paulo e Alessandra, que me auxiliaram na escolha do tema e desenvolvimento da pesquisa”, reconheceu Aline. 

“Observo a importância deste material para a posteridade, era um tema inédito, pude conhecer pioneiros de Gurupi, conversar pessoalmente e estar ali, vivenciando a emoção deles ao relembrar com tamanha gratidão do quanto que o primeiro cinema do nosso município influenciou em suas vidas”, explicou a jornalista. 

O livro já pode ser conferido em formato digital, pela editora CRV, no site https://editoracrv.com.br.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.