COVID-19

Justiça determina que Estado transfira pacientes da UPA 24h de Gurupi para leitos de hospital

Ação foi proposta pelo Ministério Público do Estado, e visa desafogar o atendimento na UPA

23/03/2021 18h13
Por: Redação
124


Atendendo ao pedido do Ministério Público do Tocantins (MPTO), postulado em Ação Civil Pública, a Justiça concedeu, na tarde desta terça-feira, 23, liminar determinando que o Estado do Tocantins e o Secretário Estadual de Saúde promovam, imediatamente, a transferência de pacientes internados ou que venham a ser internados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h para hospitais de gestão estadual ou privada que disponham de leitos clínicos ou UTI Covid.


A Ação foi proposta na manhã desta terça-feira, 23, pelo promotor de Justiça Marcelo Lima Nunes, que alegou que pelo menos 20 pacientes aguardavam a transferência para leitos de hospitais e as inúmeras reclamações de usuários que se encontravam na UPA 24h na fila de espera da Central de Regulação Estadual, aguardando leito clínico e de UTI Covid em hospital.


Marcelo Lima afirmou a precariedade em que se encontravam os pacientes, alguns recebendo oxigênio de forma inadequada, e mencionou a disponibilidade de leitos vagos apresentados pelo sistema integral, mesmo diante da fila para a regulação.


Na decisão, o juiz da 1ª Vara da Fazenda e Registros Púbicos de Gurupi ainda determinou que os requeridos se abstenham de negar acesso aos pacientes internados na UPA, com regulação para hospitais que disponham de leitos, devendo ser respeitada a lista de espera para acesso ao serviço. Caso não seja possível a transferência para hospitais de gestão estadual, que viabilizem a imediata da transferência para hospitais da rede privada de saúde, no Estado ou em outra unidade da federação.


Em caso de descumprimento, o Estado ficará obrigado ao pagamento  multa diária no valor de R$ 10 mil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.