coronavac

Com atraso da aplicação da 2ª dose, MPTO requer explicações da SES sobre demora na distribuição da vacina

No pedido de informações, o MPTO requer que seja esclarecido o motivo da demora na distribuição aos municípios, a data em que ocorrerá o repasse

27/05/2021 22h59
Por: Redação
56

Alguns municípios do Tocantins estão em atraso para aplicação da segunda dose da vacina Coronavac, em razão do não recebimento do imunizante. Diante disso, nesta quinta-feira, 27, o Ministério Público do Tocantins (MPTO) encaminhou pedido de esclarecimentos à Secretaria Estadual da Saúde (SES), sobre a demora na distribuição de vacinas Coronavac, haja vista a informação de que haveria doses retidas na Secretaria.

No pedido de informações, o MPTO requer que seja esclarecido o motivo da demora na distribuição aos municípios, a data em que ocorrerá o repasse, a quantidade a ser direcionada a cada cidade e as estratégias a serem adotadas, sob coordenação da SES, para a busca ativa da população que aguarda a vacinação.

O pedido de esclarecimentos foi encaminhado pela promotora de Justiça Araína Cesárea D’Alessandro, que atua na área de defesa da saúde, à Superintendência de Vigilância, Proteção e Promoção em Saúde, da Secretaria Estadual da Saúde

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.