NO TO

Governo decide que a vacina contra a covid será aplicada nos educadores conforme faixa etária

A recomendação do Ministério da Saúde é que sejam vacinados, primeiro, profissionais de creches, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA e na sequência os trabalhadores da educação do ensino superior, no entanto, o Governo decidiu que o ideal é que a vacinação obedeça a idade dos profissionais

31/05/2021 21h50Atualizado há 3 semanas
Por: Redação
51

Conforme o Governo do Estado nesta semana inicia a vacinação dos profissionais da educação. A orientação do Ministério da Saúde é que sejam vacinados profissionais de creches, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA e na sequência os trabalhadores da educação do ensino superior, no entanto, o Governo decidiu que o ideal é que a vacinação obedeça a idade dos profissionais, assim todos, tanto das creches quanto do ensino superior, poderão receber as doses ao mesmo tempo. “A Educação está fazendo um levantamento rigoroso de quais profissionais já foram vacinados e o Estado começa a vacinar assim que chegar o quantitativo de doses”, explicou o secretário estadual da Saúde, Edgar Tollini.

A secretária estadual da Educação, Adriana Aguiar, explicou que a nota técnica do Ministério da Saúde recomenda iniciar a vacinação pela educação infantil e pelas creches, mas que, desta forma, nem a Rede Estadual nem o nível superior seriam atendidos imediatamente. “Ocorrendo por idade, atingimos todas as etapas de ensino ao mesmo tempo. Além disso, a Rede Estadual retornou presencialmente em várias escolas e estes professores já seriam beneficiados neste momento. Vamos fazer um formulário para que cada unidade escolar aponte diariamente quais profissionais foram vacinados, para monitorarmos, termos dados, e, assim, irmos ampliando as idades. Isto deve ser feito também pelos municípios”, lembrou.

O governador Mauro Carlesse destacou sua satisfação em ver mais uma categoria, tão importante, sendo incluída no grupo prioritário e ressaltou que esta será uma semana de alerta para o Estado, em que todos os órgãos estarão acompanhando com a máxima atenção os dados da Covid-19. “Com base na semana epidemiológica e orientação técnica da Secretaria de Saúde, o Governo vai averiguar quais medidas serão tomadas para o enfrentamento da pandemia no mês de junho. Até o momento, permanecem os decretos em vigor, a Força-Tarefa dos órgãos da Segurança Pública continua coibindo as aglomerações e as estratégias de distanciamento social também devem permanecer em todos os municípios. No entanto, aumentando os casos, e tendo necessidade, podemos tomar novas medidas”, ressaltou.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.