Fim da espera

Presidente do INSS garante a Vicentinho Júnior que Araguaína terá equipe médica ainda este mês

Vicentinho Júnior, que detalhou a situação lembrou que um Posto de Atendimento em Araguaína atende não só a demanda do município, mas da Região Norte do Estado

08/06/2021 22h53Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
36

 

O transtorno causado aos moradores de Araguaína, que precisam deslocar para outras cidades, para fazer a perícia e ter acesso aos benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), está com os dias contados. Com o objetivo de resolver esta demanda, que perpassa há quase cinco anos, o deputado federal Vicentinho Júnior (PL-TO), reuniu nesta terça-feira, 08, com o presidente do INSS, Leonardo Rolim, para tratar sobre o tema.

Vicentinho Júnior, que detalhou a situação lembrou que um Posto de Atendimento em Araguaína atende não só a demanda do município, mas da Região Norte do Estado. Segundo o parlamentar, “muitas pessoas não têm condições físicas ou de saúde para sair de suas casas para realizar a perícia. Deslocar para outros municípios dificulta ainda mais a situação para buscar o que lhes é de direito”.

Conforme Leonardo Rolim, enquanto não são realizados concursos públicos para que se tenha um profissional que trabalhe em período integral no município, o INSS disponibilizará peritos para atendimentos 15 dias no mês. No intuito de resolver de imediato a demanda, o presidente garantiu que ainda este mês, - de junho- serão feitos os primeiros atendimentos em Araguaína.

O vereador de Araguaína, Flávio Cabanhas (PTB), agradeceu o presidente do INSS e o deputado Vicentinho Júnior pela disponibilidade e empenho em resolver a demanda. Segundo ele, o tão sonhado médico perito será muito útil para atender a comunidade araguainense. O acordo também foi ajustado, por meio de um telefonema, com o prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues (Solidariedade).

ATM

Não muito diferente da realidade de Araguaína, a maioria dos municípios tocantinenses não dispõem de uma agência do INSS, para que os cidadãos tenham acesso ao serviço no local onde residem. Para equalizar esse problema, durante a audiência, o deputado Vicentinho Júnior, acordou com o presidente do órgão e o presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), Diogo Fernandes, que será feito um levantamento dos municípios ou regiões com maiores demandas. Os gestores ficam responsáveis por ceder o espaço físico, bem como alguns servidores e o INSS disponibilizará os médicos peritos para realizar os atendimentos. Assim como Araguaína, para atender a população da Região Sudeste e uma demanda do gestor de Taguatinga, Paulo Roberto (PSD), será instalado ainda este mês um posto de atendimento no município.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.