crime

Polícia prende homens suspeitos de terem assassinado um pedreiro, em maio

Conforme investigações, a vítima foi confundida com um suposto integrante de uma facção.

16/07/2021 15h46
Por: Redação

Na manhã desta sexta-feira, 16, a Polícia Civil cumpriu, em Gurupi, mandados de prisão preventiva contra três pessoas suspeitas de terem cometido o homicídio de um pedreiro, em 11 de maio de 2021, no setor Nova Fronteira.

No dia do crime, a vítima, um pedreiro de 32 anos, tinha saído do trabalho para almoçar e estava em uma motocicleta com sua companheira, ocasião em que foi atingida por um disparo efetuado por um homem que estava na garupa de uma motocicleta que se aproximou do casal.

Segundo apontam as investigações, os supostos autores passaram a monitorar um homem que tinha começado a trabalhar no setor e, ao descobrir que se tratava de um integrante de outra facção, decidiram assassiná-lo. Ocorre que, ao perceber que era vigiado, o alvo dos criminosos deixou o local, dessa forma, o pedreiro foi confundido com o alvo e acabou sendo morto por engano.

Após intensa investigação, os policiais civis da 3ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) descobriram que três homens participaram do enredo criminoso, sendo que um de 23 anos foi o mandante do homicídio e pagou R$ 100, para que outros dois homens, ambos com 18 anos, praticassem o crime. As equipes da 3ª DHPP descobriram ainda que um dos homens de 18 anos forneceu a arma e também conduziu a motocicleta para que o outro indivíduo efetuasse os disparos contra a vítima, que ainda tentou se esconder em um mercado, mas acabou sendo morta na calçada.

Com o aprofundamento das investigações, os policiais civis localizaram e apreenderam a arma de fogo e a motocicleta empregadas na prática do crime. Presos, os três envolvidos no homicídio qualificado permanecerão na Casa de Prisão Provisória de Gurupi, à disposição do Poder Judiciário.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.