eleições OAB

Rita Rocha lança oficialmente pré-candidatura à OAB TO

A pré-candidata reforçou sobre o que o advogado (a) representa na justiça para a sociedade

27/09/2021 17h08
Por: Redação

"O que eu vejo hoje é desrespeito com o advogado e a advogada. O que vejo hoje é um maior afastamento do judiciário conosco. Nós somos indispensáveis, não podemos ficar atrás de nenhum dos órgãos, temos que trabalhar juntos”. Com essas palavras  a pré-candidata à presidência da OAB-TO (Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins), Rita Rocha, abriu o momento de debate de ideias sobre a advocacia tocantinense durante a Sunset Party realizada em Palmas, no sábado, 25,  quando lançou sua pré-campanha na disputa à gestão da Ordem. As eleições estão previstas para o mês de novembro, ainda sem data definida.

O evento iniciou por volta de 17h30, restrito a convidados, seguindo os protocolos de segurança sanitária por causa da Covid 19, num espaço na 201 Sul. Música eletrônica, boa gastronomia,  confraternização , tudo em ambiente arejado  e clima leve e descontraído, regado a bate-papo e, principalmente, escuta sobre anseios de melhoria para a classe que soma mais de 5 mil profissionais no Tocantins. E, depois de algumas horas de bate-papo informal entre os presentes, uma pausa para um momento importante da festa: o que a pré-candidata à presidência da OAB-TO, Rita Rocha, pensa sobre o futuro da Ordem. Foi , segundo ela, um chamamento à reflexão sobre como a classe necessita  de representatividade efetiva.

Rita Rocha , coerente com o discurso que vem fazendo há algum tempo, reforçou durante o evento sobre o que o advogado (a) representa na justiça para a sociedade, detalhou sobre os inúmeros problemas que os recém-formados enfrentam até conseguir se estabilizar no mercado e, ainda, sobre o suporte em conhecimento a todos os segmentos da advocacia tocantinense, lembrando, mais uma vez, sobre a pluralidade e acesso democrático  que devem permear uma gestão. “A advocacia está com suas prerrogativas derrotadas. Vejo que muitas pessoas não têm noção do nosso estatuto, do nosso código de ética... Eu sinto que tá faltando muito pela advocacia do dia-a-dia", afirmou.

Voluntariamente profissionais presentes na festa subiram ao palco para manifestarem suas opiniões sobre avanços, necessidades, propostas para a classe no Estado, a exemplo da dra. Milena Pimenta, pré-candidata a subseção de Colinas, que foi categórica ao dizer que “precisamos de uma OAB que valorize a todos, porque estamos muito mal vistos lá fora e só com união podemos mudar isso”. Fala corroborada pela dra. Thaís Barbosa: “Se tem algo que nos resume aqui é grupo. Uma gestão não pode ser centralizada. Somos diversos”. Pensamento que se completou, também, com a palavra do dr. Célio Henrique Rocha, um dos nomes fortes de apoio à chapa de Rita Rocha, ele disse: “Pra podermos apontar pra novos rumos, mudar a realidade ruim que se apresenta, precisamos de novas ideias e, por isso, inclusive eu não sou candidato, porque temos que despessoalizar as ideias, pois essas são de grupos, não de indivíduos”.

Tanto nos vários discursos no palco como nas conversas que se seguiram na confraternização, o tom do modelo proposto por Rita Rocha à gestão da OAB-TO foi amplamente confirmado e, visivelmente, alinhado ao que a classe anseia: ética, pluralidade, democracia.   Essa é a base da pré-campanha da advogada que se segue de agora em diante.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.