saúde

Mutirão de cirurgias eletivas é realizado no Hospital Geral de Palmas

Foram realizados 11 procedimentos de tireoide e vesícula biliar

02/05/2022 09h40
Por: Redação

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizou, no Hospital Geral de Palmas (HGP) nesse sábado, 30, um mutirão de cirurgias eletivas, que beneficiou 11 pacientes com procedimentos de tireoide e vesícula biliar (colecistectomia). A iniciativa faz parte da estratégia do Opera Tocantins, que busca dar agilidade na realização das cirurgias eletivas em todo o Estado. 

Segundo a médica do serviço de Cabeça e Pescoço do HGP, Rayla Souza, os procedimentos de tireoidectomica total e parcial, foram feitos em três pacientes com diagnóstico de bócio de tireoide benigno. “Bócio é definido como um aumento da glândula tireoide, este aumento pode ser devido à nódulos, doenças inflamatórias (tireoidites) ou aumento difusos da glândula, que levam a sintomas de compressão de estruturas cervicais, causando dificuldades para engolir e respirar, por isso a indicação cirúrgica,” explicou.

A fisioterapeuta Talita Brunes, do ambulatório de especialidades do HGP, explicou que "a conduta fisioterapêutica realizada no pós operatório imediato de tireoidectomia, repercute positivamente na qualidade de vida e funcionalidade do paciente, além de diminuir o tempo de internação. A intervenção que estamos fazendo nos pacientes de hoje é o linfotaping, que é uma das formas de aplicação de bandagens para os problemas de origem circulatório-linfáticas. A técnica utiliza uma fita adesiva (bandagem), e através da colocação dessas bandagens a pele é elevada e desta forma os filamentos de ancoragem (que abrem os vasos linfáticos iniciais) são tracionados, permitindo a drenagem de substâncias e estimulando a movimentação destas substâncias através de todo o sistema linfático, favorecendo a sua absorção.”

A paciente Maria da Conceição Alves, de 46 anos, mora em Palmas e passou pelo procedimento cirúrgico de tireoide. Segundo sua acompanhante Noemia Alves da Silva, “ela aguardava a cirurgia há mais de 3 anos e estava muito feliz em finalmente poder realizar a cirurgia de tireoide que lhe causava tanto desconforto.”

Opera Tocantins

O programa Opera Tocantins faz parte da estratégia que busca dar agilidade na realização das cirurgias eletivas em todo o Estado. A estratégia do Opera Tocantins foi criada pela Lei Nº 3.369/2018, que dá direito ao PAGH-Cirúrgico, conferindo aos profissionais contemplados na norma.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.