crime

PC apura possíveis irregularidades em licitações em Pium

Licitações incluem serviços de reformas e iluminação pública, entre outros

02/05/2022 15h34
Por: Redação

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO) instaurou inquérito para apurar possíveis irregularidades ocorridas em procedimentos licitatórios em Pium, município da região central do Estado. Os fatos teriam ocorrido durante os anos de 2018 e 2019, quando uma empresa, sem as qualificações exigidas para a prestação do serviço, teria ganhado a concorrência. 

No período, algumas licitações do município foram vencidas por uma empresa que foi constituída há pouco tempo e que tinha por proprietário um homem que, além de não ter qualquer histórico empresarial, havia sido preso por tráfico de drogas e não possuía qualquer patrimônio.

De acordo com o delegado da 57ª Delegacia de Polícia de Pium, José Lucas Melo, alguns outros pontos estão sendo verificados como a real existência de uma sede física dessa tal empresa; o paradeiro do proprietário, que sumiu tempos depois; a existência de relações próximas entre pessoas dessa empresa e de outra que concorria com ela nessas licitações.

Segundo a autoridade policial, o próximo passo é a inquirição de servidores que atuaram nos procedimentos licitatórios, a fim de colher mais informações sobre a forma com que se deram os atos, que passam por serviços das mais variadas áreas como reforma em prédios públicos e iluminação pública.

“Um fato que também chama atenção é que a empresa em questão seria ligada ao setor de transporte rodoviário e não há histórico de que já tenha realizado os serviços supostamente prestados ao município de Pium”, explicou o delegado.

Assim que finalizado, o procedimento será encaminhado ao Ministério Público.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.