MÚSICA

Espaços públicos da Capital recebem diversidade musical com shows da cantora Keila Lipe

A cantora está como projeto "Um Canto da Cidade"

03/05/2022 09h36Atualizado há 2 semanas
Por: Redação

Bossa nova, samba, MPB e, claro, muita música regional. Com uma união de ritmos, sons e expressões musicais, a cantora Keila Lipe levou o seu show “Um Canto da Cidade” a diferentes espaços públicos, de Norte a Sul da Capital na última semana. As canções do projeto foram entoadas em shows itinerantes e gratuitos em espaços como o Parque dos Povos Indígenas (região Norte), a Praça Joaquim Maracaípe (Taquaruçu) e a Praça do Bosque (região Sul), que aconteceram – respectivamente – nos dias 26 e 28 de abril e 1º de maio.

O encerramento do projeto acontecerá no domingo, Dia das Mães, 08, com show para os visitantes do Parque Cesamar. Estão no repertório canções regionais como Bossa Pra Graciosa e Favo de Mel, de Luiz Teixeira; Flauta De Taboca, Cantador de Coração e Senzala, de Lucimar, e ainda clássicos da MPB como Arrastão, Bem que se Quis, De Volta pro Aconchego e internacional como Besame.

De acordo com Keila Lipe, a proposta é de levar música e emoção aos parques e praças dos quatros cantos da nossa cidade, por meio da realização de shows musicais itinerantes e gratuitos, com um repertório musical genuinamente tocantinense. “A pandemia nos distanciou desse calor do público, mas com esse projeto a gente pode retomar essa proximidade, que saudades que eu estava”, afirmou a artista.

Receptividade

E em todas as apresentações, o público demonstrou muita receptividade ao projeto. “Eu estava de passagem e ouvi de longe a música, me chamou muita atenção a potência vocal e qualidade que corri para perto do palco para prestigiar. Estou impressionado com tanto talento, já gravei altos vídeos e compartilhei com os amigos”, disse bombeiro hidráulico Clisman Bruni. Ele prestigiou a apresentação musical na Praça do Bosque e até pediu repertório à artista de improviso. “Eu pedi para ela tocar um rock e ela arrebentou cantando Lobão. Se eu pudesse passava mais horas e horas ouvindo”, complementou.

Quem também esteve por ali foi a família da Marli Ismerio, que é carioca e estava em Palmas a passeio. “É um repertório muito familiar pra gente, o samba, a bossa nova, nem sentei para assistir porque foi um show para se movimentar, curtir e dançar do início ao fim”, declarou. A terapeuta Neuza Porto concordou com Marli sobre a animação do show “Um Canto da Cidade”. “São músicas que envolvem a gente, que toca, que arrepia e faz a gente mergulhar na doçura e força da voz dessa artista. Estou realmente impactada”, celebrou.

O projeto conta com participações especiais de artistas locais, como a cantora Luana Bogo, que se apresentou no último domingo, 1º, na Praça do Bosque. “Foi uma honra participar, me emocionei assistindo ao show e ainda mais com a participação especial”, expressou Luana Bogo, que fez um dueto de “De Volta pro Aconchego” e “Chega de Saudade”.

Projeto

O patrocínio é da Lei Aldir Blanc, do Governo do Tocantins, com apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Fundo Nacional de Cultura.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.