educação inclusiva

CEM Arizinho recebe espaço tecnológico Make

Foram investidos R$ 330 mil na implantação dessa sala

04/05/2022 09h41
Por: Redação

A comunidade escolar de Gurupi foi contemplada com um novo espaço tecnológico voltado para experimentações e formações educacionais de estudantes e profissionais da educação. O Espaço Maker, localizado no Centro de Ensino Médio Ary Ribeiro Valadão Filho, foi inaugurado pelo governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa, e o secretário da Educação, Fábio Vaz, nesta terça-feira, 03, e atenderá 25 escolas da cidade, sendo 17 estaduais e oito municipais. 

Foram investidos R$ 330 mil na implantação dessa sala, um espaço voltado para oferta de educação de qualidade nas redes de ensino do Tocantins, por meio do uso pedagógico das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC) integradas ao currículo, além de outras atividades formativas pedagógicas.

O espaço inovador integra o programa TO Ligado e é equipado com chromebooks, notebooks para professores e adaptados para a educação especial, impressora 3D e kits para aulas práticas de robótica, além de acesso à internet de alta velocidade para atividades on-line e infraestrutura de conectividade adequada para as atividades formativas tecnológicas dos professores e estudantes.

A sala conta, ainda, com uma série de equipamentos e dispositivos tecnológicos para apoiar práticas educacionais, onde o estudante terá a oportunidade de experimentar e desenvolver novas habilidades com as próprias mãos, em atividades de pesquisa, computação, programação e robótica.

Na visita ao Centro de Ensino Médio Ary Ribeiro Valadão Filho, governador Wanderlei Barbosa conversou com os estudantes e conheceu as estações e os equipamentos da sala. “Esse é um novo espaço para pesquisa e aprendizado na educação pública do Tocantins para que os nossos alunos estejam mais conectados e os nossos professores se qualifiquem nessa área tecnológica. Ficamos muito felizes de entregar esse espaço a toda comunidade escolar de Gurupi”, destacou o governador.

Inclusão e prática

A estudante Emily dos Reis Carvalho ficou encantada com o novo espaço na escola. “Essa aula prática é muito interessante. Como eu quero cursar uma faculdade de ciências da computação aqui na escola já será possível ter uma noção da linguagem de computador e programação”, frisou.

O estudante cadeirante Eduardo Augusto, 17 anos, aproveitou o momento para utilizar o equipamento adaptado. “Nenhuma escola que estudei oferecia uma estrutura adaptada e inclusiva como o CEM Arizinho. Nessa sala vou poder desenvolver melhor minhas habilidades, principalmente com o uso do computador, que tem teclado e mouse adaptados para pessoas com deficiência”, destacou.

Para a diretora do CEM Ary Valadão, Alana Linhares, o espaço é um ganho para toda a educação de Gurupi. “A gente estava numa expectativa muito grande por essa inauguração. Os estudantes têm muita curiosidade por tecnologia. A gente sai daquele ambiente de sala mais tradicional e traz os alunos para colocar a mão na massa de forma prática num ambiente totalmente adaptado aos novos recursos tecnológicos”, ressaltou.

O professor de física da unidade escolar, Rodrigo Carvalho, disse que o espaço vai facilitar o trabalho com os estudantes. “A gente vai pegar a teoria que ensina em sala e aplicar de forma prática e os estudantes poderão visualizar com mais facilidade os conceitos e os conteúdos pedagógicos”, pontuou.

 Inicialmente, serão entregues, em Gurupi, 312 Chromebooks, 56 notebooks para professores, 67 access point - nível básico  (sendo 1 para cada 3 salas), 25 carrinhos de recarga, 23 racks e 7 switch 24 portas. Já para Araguaína serão entregues 576 Chromebooks, 109 notebooks para professores, 67 access point - nível básico  (sendo 1 para cada 3 salas), 47 carrinhos de recarga, 44 racks e 10 switch 24 portas.

Investimentos

Foram investidos na aquisição dos equipamentos cerca de R$ 3,5 milhões com recursos da Iniciativa Educação Conectada, e conforme o gestor da Seduc, Fábio Vaz, os investimentos em recursos tecnológicos trazem mais conectividade e aprendizado. “Proporcionam integração tecnológica tanto dos alunos como dos professores, que poderão se sentir à vontade para conhecer e testar novos modelos de ensino e aprendizagem híbridos, enriquecidos com novos recursos educacionais.

TO Ligado

Os espaços Maker são frutos do Projeto TO Ligado, que integra a Iniciativa Educação Conectada (IEC) que se constitui na primeira ação estruturada do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com o Ministério da Educação (MEC), voltada ao apoio do Programa de Inovação Educação Conectada (PIEC). O Projeto TO Ligado conta ainda com o apoio da Agência de Tecnologia da Informação (ATI) do Tocantins.

Com foco na aprendizagem criativa dos estudantes, nas práticas pedagógicas inovadoras e cultura maker (mão-na-massa), o espaço maker é inspirado no modelo de Espaços de Formação e Experimentação em Tecnologias para Professores (Efex) do Centro de Inovação para a Educação Brasileira (CIEB).

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.