Literatura

Antologia Tocantina 2024 – José Concesso, divulga relação de contos habilitados

Comissão julgadora irá definir vencedores e selecionados

21/05/2024 11h13
Por: Redação
Divulgação
Divulgação

O Projeto Antologia Tocantina 2024 - José Concesso - Contos, de autoria do escritor, jornalista e agente cultural Ronaldo Teixeira, divulga a relação de contos habilitados. Do total de 41 escritores e escritoras inscritos, 63 contos estão habilitados e agora uma comissão julgadora, formada pelos escritores jjLeandro, de Araguaína, Osmar Casagrande, de Palmas, e Geovana Lima, também da Capital, irá se debruçar para apontar os três primeiros colocados, bem como os contos que irão compor o livro impresso e o audiolivro. Projeto realizado com recursos da Lei Complementar nº 195/2022 no Edital Artes Tocantins da Lei Paulo Gustavo no Tocantins, na categoria linguagens artísticas – Literatura, módulo III, a lista dos habilitados está disponível na página do Projeto no Facebook, no link https://www.facebook.com/profile.php?id=61556052758781. Com premiação em dinheiro para os três (03) primeiros colocados, além de placas de Honra ao Mérito, o projeto resultará no lançamento de um livro-antologia e um audiolivro em agosto desse ano em Palmas, capital. Mais informações pelo telefone/WhatsApp (63) 9 9230-3182 ou pelo e-mail antologiatocantina2021@gmail.com.


De acordo com Ronaldo Teixeira, organizador, o número de inscrições superou todas as expectativas. "Sabedor de que escritores de prosa não são muitos no Tocantins, a participação foi extremamente satisfatória. Foram 41 inscrições e 63 contos habilitados. Apenas três foram inabilitados, dois por anexar mais de três contos e um por integrar a ficha técnica do Projeto. Agora, é aguardar o trabalho dos jurados", destacou o organizador.



Comissão Julgadora

Geovanna Lima – Graduada em Letras pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), com licenciatura plena e Mestrado em Letras pela mesma universidade. Atualmente cursa Psicologia na Ulbra-Palmas e está como Promotora Cultural em Literatura no Sesc Tocantins, sendo a responsável pela promoção da Literatura e Arte Educação no Estado. Nasceu em Barreiras (BA), mas cresceu em Ananás (TO) e reside em Palmas desde 2012.



jjLeandro – 1960 - jornalista e escritor, mora em Araguaína (TO). Tem cinco livros publicados, entre poesia, contos e romance. Participou também de antologias nacionais e regionais. Seu mais recente trabalho, lançado  em 2024, é  o livro de contos,  O velório de mais de vinte anos.



Osmar Casagrande Campos – Naturalidade: Presidente Epitácio (SP) e reside em Palmas (TO) há mais de 30 anos. Graduação em Comunicação Social, habilitação em Publicidade e Propaganda, nas Faculdades Integradas Alcântara Machado, na cidade de São Paulo (SP), em 1980; Pós-graduado em Comunicação, Sociedade e Meio Ambiente, pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), em 2007; e Graduado em Direito, na Fundação Universidade do Tocantins (UFT), em 2015. Obras publicadas: Retalhos (contos), Palmas (2002) e 2ª edição em 2012; A CASA (in)cômodos (di)versos (poesia) em 2009 (2ª ed. em 2011) e indicado para o Concurso Vestibular da Universidade Federal do Tocantins, ano 2012; Guia prático para o não amar, disponibilizado na web, no endereço https://pt-br.widbook.com/ebook/guia-pratico-para-o-nao-amar no modo e-book, publicado em 2014; co-autor no livro Crônicas de uma nova cidade, publicação da Academia Palmense de Letras, em 2015; e autor de crônicas e artigos no Facebook http://www.facebook.com./osmar.casa e na Nave da Poesia http://osmarcasagrande.wordpress.com.



O Projeto prevê a edição do livro-antologia e audiolivro e seu lançamento na Capital do Estado, Palmas, com premiação de placas de honra ao mérito e em dinheiro para os três primeiros colocados, em agosto deste ano. Além dos trabalhos produzidos por nossos talentos da prosa tocantina, conterá ainda duas (02) páginas dedicadas ao escritor José Concesso, sendo, uma página contendo foto e biografia e outra contendo um trecho de prosa do mesmo, como forma de homenagem póstuma, visto que esse escritor foi uma figura ímpar no cenário cultural do Tocantins e faleceu em 2020.


A premiação se dará da seguinte forma: 1º lugar: placa de honra ao mérito + R$ 2.500,00; 2º lugar: placa de honra ao mérito + R$ 1.500,00; e 3º lugar: placa de honra ao mérito + R$ 1.000,00. Pela participação, cada prosador ou prosadora selecionado(a) receberá como forma de pagamento, dez (10) exemplares da respectiva Antologia, por cada trabalho publicado, além de ter a satisfação pessoal de ver seu trabalho impresso e sendo uma oportuna vitrine identitária do nosso Estado. Além disso, cada um dos 139 municípios tocantinenses que tiver interesse, irá ganhar três (03) exemplares da Antologia, a título de divulgação do projeto, bastando para isso fazer sua solicitação via e-mail antologiatocantina2021@gmail.com e retirar com o proponente em Palmas, sua cota.


José Concesso (In Memoriam)

José Francisco da Silva Concesso (Rio Espera-MG, 1936 — Marabá-PA, 2020) também conhecido como José Concesso, foi um escritor e educador, nasceu em Rio Espera (MG) no dia 9 de março de 1936 e fez lá seus primeiros estudos no Grupo Escolar Major Miranda.



Estudou no Ginásio no Seminário de Burnier, distrito de Ouro Preto (MG); Filosofia na Fundação Universidade Federal de São João Del Rei (MG); Teologia em Roma, Itália na Pontifícia Universidade Gregoriana; Técnico em Enfermagem, em Roma, na Ordem de Malta; Letras na Universidade de Valença em Valença (RJ); Direito na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais; Gerontologia na Universidade Federal do Tocantins; e Tradução na ETIMIG, Belo Horizonte (MG). Especializou-se em Leprologia, em Fontilles, na Espanha; em Espanhol, na Universidad de La Habana, Havana, Cuba; e em Educação na Universidade Federal de Goiás.



Exerceu os seguintes cargos: Capelão da Aeronáutica no Parque de Aeronáutico de Lagoa Santa (MG); Diretor do Instituto São Marcos, em Esteves, Município de Valença (RJ); Diretor da FACILA - Faculdade de Educação Ciências e Letras de Araguaína (TO); Pároco em Araguaína (TO); Professor de Latim na UNITINS, campus de Araguaína (TO); Vice-Diretor da Faculdade Católica Dom Orione, em Araguaína (TO); e Professor de Direito Canônico na Faculdade Católica Dom Orione.



Foi membro efetivo das academias de letras: ATL – Academia Tocantinense de Letras, em Palmas (TO); ACLGR – Academia Cordisburguense de Letras Guimarães Rosa, em Cordisburgo (MG); ACALANTO – Academia de Letras de Araguaína (TO). E foi membro correspondente da AGL – Academia Gurupiense de Letras de Gurupi (TO); AIL – Academia Imperatrizense de Letras, Imperatriz (MA). Criou as academias de letras: Academia de Letras de Araguaína e Norte Tocantinense - ACALANTO, em Araguaína (TO); Academia de Letras Mirim de Araguaína – ALMA, em Araguaína (TO); Academia de Letras Juvenil de Araguaína - ALJUVA, em Araguaína (TO).



Livros publicados: LATIM primeiros passos; Data Venia; Meu Primeiro Picolé; Casaletto Spartano; Educação de Balaio; Análise Sintética para Estudantes de Latim. Livros no prelo: Abandonado na Abissínia (romance); Colégio Santa Cruz (história); Como Construir um Livro (didático); Orionitas nas Missões de Goiás (história); Exportando Minas (guia turístico); Dr. Murilo Vilela (crônicas biográficas); Oferecendo Anzóis (políticas públicas); Trem de Mineiro (crônicas e contos); Um Dedo de Prosa (contos); Memórias de Um Vigário da Roça (crônicas); Uma Gota por Dia (autoajuda); Engenharia Literária (didático); A Confusão das Cumbucas (crônicas); Meu Primeiro Lápis (crônicas).



Participação em antologias, revistas e prêmios literários: 11º Prêmio Missões, Igaçaba Produções; Antologia Lafaiete em Prosa e Verso; Revista da Academia Tocantinense de Letras; Coletânea Acalanto (coautoria); Anuário de Poetas e Escritores do Tocantins, 2017; e Acalanto em Prosa e Verso, 2012. Viajou por dezessete países e estudou em três: Itália, Espanha e Cuba. (Fonte: https://www.portalfatosenoticias.com.br/escritor-e-professor-araguainense-jose-concesso-morre-vitima-da-covid-19/ - acesso em 09/03/24).



E em 2017, foi apontado pela Revista Superinteressante como o escritor mais importante do Tocantins. O Mapa Literário elaborado pela revista selecionou os 26 autores mais representativos de cada estado brasileiro, não sendo determinante seu local de nascimento. Aparecem, por exemplo, nomes famosos como Guimarães Rosa (mais importante de Minas Gerais), Graciliano Ramos (Alagoas), Ariano Suassuna (Paraíba), Clarice Lispector (Pernambuco), Rachel de Queiroz (CE), Machado de Assis (RJ), Mário de Andrade (SP), entre outros. A seleção da Superinteressante se baseou em número de prêmios ganhos, participações em Academia de Letras de suas respectivas federações, cobrança nos vestibulares locais, número de traduções para línguas estrangeiras e se o autor é reconhecido por sintetizar a identidade de cada estado. (Fonte: https://super.abril.com.br/coluna/literal/mapa-dos-26-autores-mais-importantes-do-pais-estado-a-estado - acesso em 10/03/24).


Ronaldo Teixeira

Ronaldo Coelho Teixeira, poeta, escritor, jornalista e agente cultural cearense, radicado no Tocantins. Por quatro (04) vezes foi ganhador da Bolsa Maximiano da Matta Teixeira, do Governo do Tocantins (inclusive, o último edital ProCultura, de 2013, ainda não pago pelo Estado), formatando, ele mesmo, todos os projetos literários de sua autoria, como Visuautoretrato, sobre a vida e obra do artista plástico Mauro Cunha (In Memoriam), que ficou como suplente (https://central3.to.gov.br/arquivo/276254/) e Agenda Tocantina 2015 (https://central3.to.gov.br/arquivo/276266/); Formatou e emplacou outros projetos em outras áreas para diversos artistas, como de Música, do cantor e compositor Dorivã “Folia Dourada” – Gravação de CD de Música (https://central3.to.gov.br/arquivo/276224/) e também de Chiquinho Chokolate. Formatou o Projeto Meninos do São João, do cantor Dorivã, no edital Itaú/Unicef 2015/2016, que chegou a ser semifinalista em Goiânia, Goiás. (https://premioitauunicef.cenpec.org.br/finalista-e-semi/11a-edicao-2015-2016-semifinalistas/); formatou o projeto "Feira de Cá - Keila Lipe Interpreta Sucessos Tocantinenses nas Feiras de Palmas", também aprovado no Promic 2019; e também o projeto "Chico Fran Entre Amigos", do cantor e compositor, aprovado no edital de Música da Lei Aldir Blanc no Tocantins. O seu Projeto “Circuito Oficineiro – Oficina de Formatação de Projetos Culturais”, foi aprovado pelo Promic 2019 da Prefeitura de Palmas, e cuja realização aconteceu em 2021, devido a pandemia. E também teve aprovados seus projetos "Antologia Tocantina 2021 José Gomes Sobrinho", no edital de Literatura da Lei Aldir Blanc no Tocantins, e “Ronaldo Teixeira em Sonoras Parcerias”, pelo edital de Música da Lei Aldir Blanc no Tocantins.



Participou ativamente do movimento cultural em Gurupi e no Estado do Tocantins, desde à época de Goiás, atuando como conselheiro municipal de Cultura e presidente da Associação de Artes de Gurupi (AAG). Atuou como coordenador de Arte e Cultura na Fundação Cultural de Gurupi e depois Secretaria Municipal de Cultura de Gurupi, entre 2005 e 2012, quando formatava e realizava projetos culturais dos mais diversos, como festivais de música, concursos de poesia, festejos juninos, fóruns municipais e intermunicipais de Cultura. Inclusive, emplacou um financiamento a fundo perdido de R$110 mil reais junto ao Governo Federal, para aquisição de equipamentos e instrumentos musicais para a Fundação Cultural de Gurupi em 2010, por meio da plataforma Siconv.



Teve aprovado no Edital Artes Tocantins, da Lei Paulo Gustavo no Estado, o seu projeto “Antologia Tocantina 2024 – José Concesso – Contos”, bem como elaborou seis projetos de terceiros também aprovados no mesmo edital, quais sejam: “Criar”, de Emerson Leitão Filho, de Gurupi, Categoria Linguagens Artísticas Artes Visuais, Módulo III; “Contraponto e Contratempo – um mesclar da cultura tocantinense”, de Gabriela Silva dos Santos, de Palmas, Categoria Linguagens Artísticas Dança, Módulo III; “Trajetória”, de Edivan Ribeiro, de Palmas, Categoria Linguagens Artísticas Artes Visuais, Módulo I; “EP Mario Souzza Show”, de Idelmario Paulo de Souza, de Gurupi, Categoria Linguagens Artísticas Música, Módulo I; “Carnaforró de Taquaralto”, de Vital Nunes Barros, de Palmas, Categoria Linguagens Artísticas Música, Módulo I; “O Brilho da Nossa Terra”, de Anizio Silversmith, de Palmas, Categoria Linguagens Artísticas Artes Visuais, Módulo III. e “Oficina de Luthieria Convencional”, de Pedro Bartolomeu Jacinto Lima, Categoria Linguagens Artísticas Música, Módulo II. E ainda teve três projetos de terceiros em suplência nos editais da LPG estadual.



Atualmente, além de realizar oficinas de formatação de projetos culturais para editais, presenciais e on-line, apresenta o Podcast Mundo Criativo no YouTube, com convidados da cadeia da Economia Criativa.


Lei Paulo Gustavo no Tocantins

A Lei Paulo Gustavo (Lei Complementar Nº 195, de 8 de julho de 2022) é uma homenagem ao artista, que faleceu em 2021, aos 42 anos, vítima da Covid-19. Sua criação foi motivada pela crise econômica vivida pelo setor da cultura, durante a pandemia, e ela dispõe sobre ações emergenciais destinadas a esse setor, prevendo o repasse de R$ 3,862 bilhões a estados, municípios e ao Distrito Federal. Deste montante, o Tocantins receberá cerca de R$ 41 milhões, entre verbas destinadas ao Estado e aos municípios.



EDITAL Nº 19/2023 - ARTES TOCANTINS 2023 - O Edital Artes do Tocantins 2023, promovido pelo Governo do Estado do Tocantins através da Secretaria da Cultura - SECULT-TO, tem como objetivo primordial promover o acesso aos recursos da Lei Complementar nº 195, conhecida como Lei Paulo Gustavo (LPG), promulgada em 8 de julho de 2022, enquanto simultaneamente fomenta iniciativas artísticas a serem realizadas por fazedores de arte e cultura de todas as regiões do Estado. Essa iniciativa busca impulsionar a democratização e a descentralização do acesso aos recursos previstos na referida Lei.



O Edital Artes Tocantins 2023 é uma parte integrante dos editais que são implementados com base no artigo 8º da LPG. Nossos objetivos específicos incluem: fomentar iniciativas dos fazedores de arte e cultura do Tocantins, apoiando a criação artística e cultural em todas as suas formas e manifestações; garantir o acesso ao pleno exercício dos direitos culturais e às fontes da cultura nacional, fortalecendo assim a identidade cultural do Tocantins; assegurar mecanismos que estimulem a participação ativa e o protagonismo dos agentes culturais do Tocantins, proporcionando oportunidades para que expressem sua criatividade e talento; valorizar e dar visibilidade às produções artísticas do Tocantins, celebrando a diversidade cultural e artística do Estado; promover a sustentabilidade desse setor cultural, assegurando que as iniciativas artísticas e culturais possam prosperar e enriquecer a vida cultural do Tocantins a longo prazo. (Fonte: https://lpg.to.gov.br/edital-lgp-artes - acesso em 09/03/24).


Serviço
O quê: Projeto "ANTOLOGIA TOCANTINA 2024 - JOSÉ CONCESSO - CONTOS", de Ronaldo Teixeira, realizado no Tocantins pelo Edital da Lei Paulo Gustavo no TO, divulga relação de habilitados

Como: realização de concurso online e gratuito, premiação em dinheiro, impressão de livro-antologia e audiolivro e lançamento em Palmas (TO)

Onde: https://www.facebook.com/profile.php?id=61556052758781 (relação de contos habilitados)

Quando: março, abril e maio/24 - inscrições; junho/24 - seleção; julho/24 – impressão e gravação; e agosto/24 – Premiação e lançamento em Palmas (TO)

Informações: (63) 9 9230-3182 / antologiatocantina2021@gmail.com

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Gurupi, TO
Atualizado às 02h03
22°
Tempo limpo Máxima: 35° - Mínima: 19°
21°

Sensação

2.8 km/h

Vento

42%

Umidade

Anúncio
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
FÉCOMERCIO 2
CLINICA
Mais lidas
FECOMERCIO 01
Anúncio