culinária

Chambari, o prato tocantinense que é Patrimônio Cultural e Gastronômico do estado

O chambari ou chambaril ganhou o título de Patrimônio Cultural e Gastronômico do estado do Tocantins em julho 2017, lei nº 3.253

20/06/2024 19h24
Por: Redação

Por: Amábile Miquelin e Thaís Lira

O corte bovino oriundo do músculo e osso da perna do boi ou vaca é também o prato mais pedido do tocantinense, conhecido como chambaril ou chambari, ele é derivado de um prato italiano, o “Ossobuco”, que ganhou uma variedade de preparo no Tocantins.

O chambari conquistou até festival no estado, o evento gastronômico acontece na cidade de Paraíso do Tocantins e em setembro de 2023 foi realizada a sua VI edição. No tradicional Festival de Taquaruçu, em 2022, o prato ganhou uma versão bem diferente, em formato de brigadeiro salgado, que agradou os olhos e o estômago.

Para os apreciadores do chambari não existe hora específica para o consumo da iguaria, que pode até substituir o café da manhã. Servido com arroz branco, saladas ou com uma farinha de puba tocantinense, o prato vai bem em qualquer ocasião. O preparo é lento,  a carne é considerada de segunda, o que significa que é mais dura e que precisa ser cozida por um tempo maior para chegar a textura que é servida, ou seja desmanchando. 

Rodrigo Rodrigues, tem 65 anos e nos fins de semana e feriados tem um ponto de venda de chambari e buchada no Mercado Municipal de Gurupi. Ele possui outro emprego, mas a venda é um complemento importante na renda. “É um prato que tem grande saída, por isso procurei entrar nesse ramo, fui melhorando com o tempo, então se tornou o prato chefe, se tiver um bom preparo, for saboroso e tiver um tempero adequado, tem saída em qualquer lugar”, comenta, completando que hoje tem cliente até em outras cidades da região sul do estado, que vem experimentar o chambari.

O tocantinense Rodrigo Gomes é pedreiro e contou que aprecia o prato desde criança e que sempre indica a iguaria a quem não conhece. ”Não pode faltar molho de pimenta e o cheiro verde no chambari, ele é bom para renovar as forças e a energia", afirma.  E ele está certo, a carne é fonte de proteínas de alta qualidade, essenciais para a construção e reparação dos tecidos corporais. Segundo o nutricionista, Wanderley Júnior, a carne também possui vitaminas e minerais.

“O chambari é uma boa fonte de vitaminas do complexo B (como B12 e B6), importantes para o metabolismo energético e a saúde do sistema nervoso. Também fornece minerais como ferro, zinco e fósforo, fundamentais para a formação de hemoglobina, função imunológica e saúde óssea. Além do colágeno que beneficia a saúde das articulações.”

Mas o profissional alerta que devido a gordura que contém dentro do osso, chamada de tutano, pessoas que têm problemas com colesterol elevado ou doenças cardiovasculares devem consumir o chambari com muita moderação. O consumo excessivo pode causar aumento no peso corporal, problemas cardiovasculares e problemas digestivos.

O gurupiense Marcelo fez do prato um negócio de família, tanto que ficou conhecido como Marcelo do Chambaril. Ele tem um food truck há cinco anos em uma das praças da cidade. O negócio se tornou a renda principal da família que atende de segunda a sábado e brinca ao dizer que o público consumidor é de “mamando  a caducando” (expressão usada pelos tocantinenses para designar que da criança ao idoso gostam da comida), o trailer não serve somente chambari, mas o prato também é o principal do cardápio. 

Marcelo fez do prato um negócio de família 

Ele que já trabalhou como motorista e vendedor, conheceu o chambari por meio de uma matéria tocantinense que viu na televisão. Por gostar de cozinhar para familiares e amigos, começou a adaptar a receita em casa e quando ficou desempregado, decidiu começar a empreender na área. Hoje ele comemora o que conquistou nos últimos anos junto com a esposa e os filhos e planeja conseguir realizar o sonho da casa própria através da venda do produto.

Para Marcelo do Chambaril, a satisfação da família vem do reconhecimento dos clientes. "Quando chega elogia ou lá na frente indica, é o que faz  a diferença”, destaca. 

Com o objetivo de reconhecer e valorizar a expressão cultural e gastronômica local, o chambari ou chambaril ganhou o título de Patrimônio Cultural e Gastronômico do estado do Tocantins em julho 2017, lei nº 3.253, juntamente com outros alimentos bastante consumidos por aqui como a buchada e a paçoca de carne seca.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Gurupi, TO
Atualizado às 00h04
22°
Tempo limpo Máxima: 35° - Mínima: 19°
21°

Sensação

1.76 km/h

Vento

37%

Umidade

Anúncio
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
FÉCOMERCIO 2
CLINICA
Mais lidas
FECOMERCIO 01
Anúncio